Por uma Igreja de todos para todos: um olhar sobre as características fundamentais da eclesiologia palotina

Autori

  • Gildo Bumane Naene Nhone

DOI:

https://doi.org/10.30446/2611-4143.vol22n50a2020pp171-195

Parole chiave:

Apostolado Universal, Eclesiologia Palotina, Igreja, São Vicente Pallotti

Abstract

O presente trabalho busca apresentar algumas características fundamentais da eclesiologia palotina. Nesta perspectiva, primeiramente desenvolver-se-á a compreensão do apostolado universal, isto é, o apostolado de todos para todos. Em seguida olhar-se-á a figura de Cristo, Apóstolo do Eterno Pai como o modelo do apostolado a ser seguido. Para Pallotti, Cristo era o que movia todas as suas aspirações. Outro aspecto importante na compreensão de Igreja em São Vicente Pallotti é a Experiência do Cenáculo. Esta movia São Vicente Pallotti no apostolado, pois é aqui onde o Espírito Santo fortaleceu os Apóstolos. No Cenáculo está também a presença de Maria, aquela que mereceu o título de Rainha dos Apóstolos mesmo que não tenha exercido o apostolado como os apóstolos exerceram. A presença de Maria fortalece os apóstolos. Por isso Pallotti a colocou como Padroeira da União do Apostolado Católico. Por fim, a sua compreensão de apostolado leva-o a insistir na importância da cooperação de todos na missão da Igreja. É este o modelo de Igreja que Pallotti deseja. Uma Igreja onde ninguém é excluído, uma Igreja onde todos se sentem envolvidos. Esta é a sua eclesiologia. Esta é a eclesiologia palotina.

Pubblicato

2020-09-28 — Aggiornato il 2020-10-01